Legislativo busca solução para fumaça de empresa no bairro Kennedy

Empresa Gruntec deve ser convocada para reunião com moradores e poder público em junho

A Câmara Municipal de Contagem reuniu, na tarde desta terça-feira (21/05), vereadores, representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e moradores do bairro Kennedy, para buscar solução para a poluição causada pela queima de lixo pela empresa Gruntec Serviços Ambientais na região.

A demanda foi apresentada na última semana, em plenário, pelo vereador Dr. Rubens Campos (DC), que demonstrou, em vídeo, o descontentamento da comunidade do Kennedy com o mau cheiro e problemas respiratórios causados pela fumaça liberada pelas chaminés da empresa. O parlamentar também apresentou um abaixo-assinado pedindo a retirada da empresa da região.

Uma vez marcada a reunião, o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV), recebeu os convidados e deixou o encontro sob coordenação dos vereadores Rubens Campos, Glória da Aposentadoria (PRB) e Silvinha Dudu (PCdoB), com participação também de Bruno Barreiro (PV).

“Solidarizo-me com os moradores, porque é lamentável o que essa empresa tem causado de transtorno para a cidade. Tenho recebido, recentemente, reclamações de moradores da região e vídeos até do pessoal do bairro Cabral com imagens da nuvem de fumaça causada por essa empresa. A Secretaria de Meio Ambiente tem que resolver essa questão, porque, mais importante que a empresa, é a saúde dos cidadãos de Contagem”, destacou Daniel Carvalho.

Na reunião, os moradores expuseram os problemas causados pela fumaça que, segundo eles, é expelida pela empresa inclusive no horário noturno e de madrugada. Entre os transtornos, eles relataram muito mau cheiro, ardência nos olhos, náuseas, e problemas nas vias respiratórias e pulmonares. Um dos presentes relatou, inclusive, ter sido diagnosticado com pneumonia química.

O secretário de Meio Ambiente, Wagner Donato, e o superintendente de Políticas Ambientais, Tércio Morais, explicaram que a Gruntec está em dia com sua licença e tem passado por fiscalizações periódicas. Eles lembraram que a empresa já foi autuada por problemas de saúde de funcionários e teve que realizar adequações em suas instalações, apresentando melhorias. No entanto, como tem causado transtornos para a comunidade, os gestores vêm conversando com a empresa para sua mudança, provavelmente, para o Cinco.

Para buscar um entendimento, Wagner Donato sugeriu convocar a empresa para uma reunião na Prefeitura de Contagem com representantes da secretaria, do Conselho Municipal de Meio Ambiente, vereadores e moradores do Kennedy. O objetivo é debater os problemas e oficializar uma data e um local para transferência da empresa, e poder cobrar seu cumprimento. Por fim, a reunião foi acordada para o dia 10 de junho às 09 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *