Category Archives: Escola do Legislativo

Projeto Câmara Aberta recebe alunos do Colégio Santa Maria

“É desde cedo que plantamos a sementinha para a cidadania”. Com essa frase, a professora Glaucineia Patrícia dos Anjos, do Colégio Santa Maria Minas – Unidade Contagem, resumiu a visita de 62 alunos da instituição à Câmara Municipal de Contagem nesta quarta-feira (28/08). O projeto Câmara Aberta, da Escola do Legislativo, tem justamente este objetivo – contribuir para a formação cidadã e política dos jovens estudantes contagenses.

Nesse sentido, os estudantes do quinto ano tiveram a oportunidade de conhecer a sede do Legislativo municipal, visitando sua presidência e conversando com o presidente da Casa, vereador Daniel Carvalho. E, em plenário, assistiram palestra sobre política, democracia, o papel do vereador e o processo legislativo, além de participarem de simulação da votação de um projeto de lei.

Dirigindo-se aos jovens, Daniel Carvalho ressaltou que o objetivo de abrir as portas da Câmara para o estudante é ajudar a despertar sua consciência política. “Vocês têm sido preparados para ser profissionais competentes, mas queremos contribuir para que sejam também cidadãos conscientes de seus direitos e deveres e de sua responsabilidade na construção de uma sociedade melhor. Despertando seu interesse na política, vamos fazer com que vocês tomem melhores decisões e, quem sabe no futuro, sejam bons políticos”.

Muito interessados, os estudantes participaram ativamente das atividades, e fizeram perguntas ao presidente sobre seu trabalho, e sobre questões de segurança pública, educação, saúde e lazer. Em plenário, procuraram saber sobre o trabalho dos vereadores e debateram acaloradamente um projeto fictício de educação, que acabou sendo aprovado pelos vereadores mirins.

“Trouxemos nossos alunos à Câmara para que eles tenham uma vivência da política e aprendam um pouco mais sobre cidadania. Faz parte de um projeto de conscientização sobre meio ambiente, patrimônio histórico e cultural e política. A partir disso, eles começam a perceber a importância de conhecer seus direitos e deveres e de participar ativamente no cuidado com o bem comum, que é o início do caminho para a cidadania”, concluiu a professora.

Para saber mais sobre o projeto Câmara Aberta e sobre a visita à sede do Legislativo Municipal, basta entrar em contato com a Escola do Legislativo pelo telefone 3359-8750.

Estudantes conhecem o Legislativo de Contagem no projeto Câmara Aberta

A Escola do Legislativo de Contagem recebeu, nesta quinta-feira (22/08), no projeto Câmara Aberta, 50 alunos do 3o ano do ensino fundamental da Escola Municipal Francisco Sales da Silva Diniz, localizada no bairro Darcy Ribeiro.

Na oportunidade, os estudantes puderam conhecer a estrutura da Câmara, incluindo a presidência, alguns gabinetes e o plenário. Além disso, conversaram com o presidente da Casa, vereador Daniel Carvalho; assistiram palestra do procurador legislativo Rodrigo Diniz sobre política, poder legislativo e papel do vereador; e simularam a votação de um projeto de lei em plenário.

De forma descontraída, o vereador destacou que a intenção da Câmara em receber os estudantes é “ajudar na sua formação política e cidadã, mostrando a importância de se conhecer onde e como são definidas as regras do município que afetam o dia a dia de todos. É necessário que conheçam de política, seus direitos e deveres, para se tornarem cidadãos mais conscientes e prontos para serem bons profissionais e bons políticos no futuro”, explicou Carvalho.

A professora Marcia Franco, que acompanhou os estudantes na visita, relatou que a atividade compõe um programa da instituição de ensino, que trabalha a cidade, com seu patrimônio cultural, sua história, o Poder Legislativo, além do papel do vereador e do prefeito.

“O objetivo foi mostrar para eles tudo isso que trabalhamos em sala de aula. É importante eles saberem que aqui (Câmara) é a casa deles, é onde são tomadas as decisões que afetam sua vida, e que, quando precisarem de alguma coisa para o bairro onde moram, o Darcy Ribeiro, eles podem recorrer aos vereadores”, concluiu a educadora.

Para saber mais sobre o projeto Câmara Aberta e sobre a visita à sede do Legislativo Municipal, basta entrar em contato com a Escola do Legislativo pelo telefone 3359-8750.

Câmara de Contagem recebe Fórum Mineiro de Encerramento de Mandato e Fechamento de Contas

2020 é o último ano dos mandatos municipais – Executivo e Legislativo – e, por isso, é um ano carregado de particularidades quando o assunto é administração pública. Além das limitações impostas pela legislação eleitoral, uma questão que preocupa os agentes políticos é o correto fechamento das contas em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Desta forma, a Escola do Legislativo de Contagem trouxe para o plenário da Câmara Municipal de Contagem, nesta segunda-feira (17/06), o Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de Contas, em parceria com a Brasil Master, instituição educacional responsável pelo conteúdo pedagógico e emissão de certificado aos participantes.

Durante todo o dia, servidores e interessados pela administração pública tiveram uma palestra com a professora Lucy Fátima de Assis Freitas, membro do Conselho Federal de Contabilidade, coordenadora do curso de Contabilidade Pública da PUC Minas e servidora do município de Belo Horizonte, onde exerceu a função de contadora-geral por mais de dez anos.

A abertura do Fórum foi feita pelo presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV) que, além de dar as boas-vindas aos participantes, falou sobre os projetos e êxitos alcançados pelas ações da Escola do Legislativo.

Entre servidores da Câmara, da Prefeitura e também de outras cidades, a servidora da Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Ribeirão das Neves, Elaine Drumond, participou do curso e aproveitou para tirar dúvidas com a palestrante.

“Já conhecia a Lucy de outras palestras, ela tem um conhecimento incrível sobre o assunto. Como há regras em constante mudança no Tribunal de Contas e a Lucy está sempre atualizada, essa oportunidade sem dúvida vai contribuir e muito para o meu trabalho”, disse.

 

Câmara recebe Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de Contas

A Câmara Municipal de Contagem realiza, em parceria com a Brasil Master, na próxima segunda-feira (17/06), das 08h às 17h, o Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de Contas.

O objetivo é capacitar o agente político e o poder público para a correta gestão orçamentária, além do fechamento e aprovação das contas públicas em 2020, respeitando os limites constitucionais e evitando atos de improbidade administrativa. Para isso, serão oito horas/aula de conteúdos como contextualização, fluxo orçamentário, gestão de créditos, despesas orçamentárias, limites constitucionais de gastos e fechamento de contas.

O Fórum será ministrado pela especialista em Finanças Públicas Lucy Fátima de Assis Freitas, mestre em Ciências Contábeis, membro do Conselho Federal de Contabilidade, coordenadora do Curso de Contabilidade Pública da PUC Minas e servidora do município de Belo Horizonte na função de contadora geral por mais de 10 anos.

A inscrição é gratuita e deve ser realizada pelo telefone da Escola do Legislativo: (31) 3359-8750. A participação no Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de Contas será atestada por certificado emitido pelo Brasil Master.

Escola do Legislativo de Contagem segue com o projeto Câmara Aberta

O projeto Câmara Aberta da Escola do Legislativo continua abrindo as portas da Câmara Municipal de Contagem para crianças e jovens do município. Nesta quinta-feira (23/05), duas escolas de Contagem foram recebidas na Presidência e no Plenário da Casa, onde os alunos tiveram uma palestra e uma conversa com o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV).

O colégio São Judas Tadeu trouxe os alunos do terceiro ano do ensino fundamental, e a escola Municipal Coronel Antônio Augusto veio com 14 alunos do sexto, sétimo e oitavo anos que formam o Grêmio Estudantil da Escola.

Depois de visitarem as dependências da Câmara, na presidência os alunos ouviram Daniel Carvalho, que falou especialmente sobre a importância do conhecimento da política para a transformação da realidade da cidade e do país. Usando exemplos práticos sobre leis municipais, ele buscou mostrar qual é a atuação da Câmara e a sua influência no dia a dia da cidade e das pessoas.

Já no plenário, o procurador-adjunto da Câmara, Rodrigo Diniz, abordou de forma resumida assuntos como a organização do Estado e seus três poderes e o funcionamento da Casa, dos processos Legislativos e suas características. Por fim, os alunos simularam uma votação e puderam ver na prática uma parte importante das Reuniões Ordinárias dos vereadores.

Para a vice-diretora da Escola Municipal Coronel Antônio Augusto, Rosiane Lacerda, a experiência foi muito enriquecedora para os alunos. “Às vezes, a Câmara parece um lugar tão longe para a população, tão distante. Mas projetos como o Câmara Aberta aproxima as pessoas e traz a realidade da política. Com certeza, valeu muito a pena a visita”, disse.

Clique aqui e veja a galeria de fotos do encontro. 

Escola do Legislativo leva programa Jovem Aprendiz para escola de Contagem

Em função do Dia do Trabalhador, comemorado em 1o de maio, a Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Contagem, em parceria com o Centro de Formação de Aprendizes e Trabalhadores (Cefort), visitou a Escola Estadual Dom Bosco, no bairro Jardim Industrial, para apresentar o programa Jovem Aprendiz.

Nesta quarta-feira (8/5), cerca de 100 alunos do ensino médio conheceram melhor sobre o Legislativo e sobre o processo de iniciação no mercado de trabalho.

De acordo com o presidente da Casa, vereador Daniel Carvalho, a iniciativa visa apresentar as atividades parlamentares realizadas dentro da Câmara de Contagem e ainda abordar temas relevantes aos alunos.  “Nosso foco é levar às escolas assuntos pertinentes à idade escolar e reforçar as atividades executadas por nós, vereadores, na expectativa de que eles conheçam o poder Legislativo e suas atribuições”, disse.

Durante o encontro, a coordenadora psicopedagógica do Cefort, Lilian Barros, falou sobre a necessidade dos estudantes ingressarem no mercado de trabalho por meio do programa Jovem Aprendiz. Na oportunidade, ela explicou também como funciona o processo de contratação. “O primeiro passo para se candidatar é a inscrição. O currículo fica disponível no banco de dados do Cefort e as empresas solicitam de acordo com o perfil pretendido. Na sequência, o candidato passa por entrevistas e, ao ser contratado, está apto a participar de cursos profissionalizantes adequados com o ambiente de trabalho”.

Considerado como prioridade, os estudos seguem em primeiro lugar. “Para participar do processo, os alunos precisam apresentar o boletim com notas positivas e não podem reprovar. Entendemos a necessidade de ingressar no mercado de trabalho, mas não podemos deixar, em hipótese alguma, os estudos em segundo plano. Por isso, cobramos os resultados”, ressaltou Lilian.

Por fim, uma dinâmica foi realizada entre os alunos. O objetivo é mostrar um pouco do método de entrevistas para que os estudantes se sintam à vontade e familiarizados para participar futuramente da seleção. Para facilitar o processo, as inscrições para concorrer às vagas ofertadas pelo Cefort foram feitas no próprio colégio.

Motivação

Selecionado pelo Cefort, o jovem aprendiz Lucas Alves participou da palestra e falou sobre os benefícios do programa. “Deixei meu currículo e, logo, meu perfil atendeu determinada empresa. Fui chamado e, agora, já estou no fim do contrato de 16 meses, com grande expectativa de ser contratado”, contou.

“O ponto chave é ser pró-ativo e ter iniciativa. Participar do programa é muito importante, pois temos a oportunidade de conhecer diversas áreas de trabalho, adquirir experiência e ter uma renda, com carteira assinada. Tudo isso, sem abrir mão dos estudos”, concluiu Lucas.

* Por Natália Rosa

Câmara Aberta conclui ciclo de palestras sobre autismo e inclusão

O autismo e a inclusão escolar foram os temas de abril do Câmara Aberta, projeto da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Contagem. Em razão do mês de conscientização sobre o autismo, a Escola do Legislativo convidou a equipe pedagógica do Instituto Educacional Sara Camilo, localizado no bairro Milanês, para um ciclo de palestras sobre o autismo e outras síndromes e condições especiais em ambiente escolar.

A escola é referência em inclusão. Entre seus 170 alunos, ela acolhe 40 com alguma deficiência neurológica ou condição especial, incluindo crianças com autismo, síndrome de Down, dislexia, Asperger, TDAH, entre outras.

O encerramento aconteceu na noite desta segunda-feira (29/04), na Faculdade Única, localizada na região da Sede. Cerca de 40 alunos do terceiro ao oitavo período do curso de Pedagogia da instituição assistiram à exposição de Luciana Cristina Soares, Ana Carla Pereira Soares e Sara Camilo, parte da equipe pedagógica do Instituto Educacional Sara Camilo.

Na ocasião, os futuros profissionais da Pedagogia assistiram atentos à palestra da equipe convidada. As três falaram sobre as disposições legais que tornam a inclusão uma obrigação, e deram exemplos de iniciativas e atitudes que as escolas devem ter para praticarem, de fato, a inclusão dos alunos especiais.

Selma de Fátima já se interessava pelo assunto e aumentou seu conhecimento sobre o tema

Luciana, por exemplo, mostrou uma prova adaptada para um aluno especial que compreende os conteúdos escolares por meio de desenhos. “A disciplina e a matéria são as mesmas dos outros colegas de sala, mas a forma de exposição é diferente”, explica. Ana Carla, professora de recreação, também compartilhou com os presentes as suas experiências durante as aulas inclusivas.

A aluna Selma de Fátima, do oitavo período, elogiou a iniciativa da Escola do Legislativo de levar o tema para a discussão nas faculdades. Ela, que se interessa pela inclusão e pretende trabalhar na área quando concluir o curso, levou como ensinamento a necessidade de acreditar no potencial das crianças e jovens com autismo.

Para a coordenadora do curso de Pedagogia da Faculdade Única, Ana Carolina Coelho Fernandes, a contribuição da palestra para a formação dos alunos foi importante. “Além da teoria, tentamos sempre trazer para os alunos as experiências e práticas que deram certo. E foi isso que vimos aqui hoje. Foi extremamente produtivo”, disse.

Ampliação do Câmara Aberta

O Câmara Aberta é um projeto da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Contagem que, por meio de ações e palestras em instituições de ensino e de visitas guiadas de estudantes na própria Câmara, busca aproximar alunos de diversos níveis e áreas de conhecimento do Legislativo.

O projeto, que a princípio tinha como atribuição ensinar e falar sobre cidadania, democracia, papel dos vereadores e os processos Legislativos, com o tempo foi se ampliando, introduzindo no planejamento de palestras temas diversos, que vão além da política.

Em março, por exemplo, o Câmara Aberta levou a três escolas do município uma equipe de profissionais, dentre eles psicólogos, para fazer junto aos jovens uma campanha de conscientização contra o bullying.

Já em abril, autismo e inclusão foram tratados em duas ações na Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca (nos dias 08 e 15 de abril), na visita à faculdade Una Contagem, no último dia 26, encerrando esse ciclo de palestras nesta segunda-feira.

Câmara de Contagem inicia ciclo de palestras sobre autismo

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que, atualmente, cerca de 70 milhões de pessoas no mundo tem o Transtorno do Espectro Autista (TEA). No Brasil, mais de dois milhões de pessoas já foram diagnosticadas. Com número crescente, conhecer o tema e debater sobre acessibilidade e inclusão se torna cada vez mais importante.

Durante o mês de conscientização do autismo, a Câmara Municipal de Contagem, por meio da Escola do Legislativo, percorre as instituições de ensino da cidade ministrando palestras educacionais relacionadas ao assunto. Iniciando a programação nesta segunda-feira (08/04), alunos, professores e diretores da Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca participaram de uma dinâmica com as professoras Luciana Cristina e Sara Camilo, parceiras do projeto.

Estudantes do 3º ao 5º ano do ensino fundamental puderam compreender melhor o que significa o autismo, quais são as dificuldades que os autistas encontram para se relacionar com outras pessoas e as várias maneiras de ajudá-los. Por meio de vídeos, brincadeiras e atividades lúdicas, eles ainda aprenderam a identificar e, principalmente, respeitar as diferenças.

“Infelizmente, a sociedade não está preparada para a inclusão. Então, a conscientização nas escolas, diretamente com as crianças, mostra que é possível dar uma condição de vida melhor para o autista com o convívio com os demais alunos”, defende a professora Sara Camilo, que hoje coordena o Instituto Educacional Sara Camilo – referência em inclusão em Contagem.

Para o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho, abordar temas relevantes como o autismo é de extrema importância, pois “há uma grande necessidade de conscientização por parte do corpo docente e também das próprias crianças que convivem diariamente com colegas autistas. Dessa forma, o conhecimento amplo gera o respeito pela diferença que é determinante para um ambiente saudável e inclusivo”.

A próxima palestra da Escola do Legislativo sobre o tema será no próximo dia 15, segunda-feira, na mesma instituição de ensino.

Autismo

Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são uma condição com a qual uma pessoa precisa conviver ao longo da vida e que afeta a forma como ela se comunica e interage com o mundo. O nível de funções cognitivas e intelectuais de autistas varia bastante, desde um profundo comprometimento destas habilidades até impactos bem mais sutis.

De acordo com a OMS, o autismo se manifesta geralmente antes dos três anos de idade, por meio de um tipo característico de comprometimento do funcionamento regular nas principais áreas de interação: a sociabilidade, a linguagem, a capacidade lúdica e a comunicação. Os sintomas são dificilmente identificados de forma precoce, atingindo particularmente mais indivíduos do sexo masculino. Seu grau de comprometimento pode ser leve ou mais grave, em que o paciente se mostra incapaz de manter contato interpessoal.

* Por Natália Rosa

Câmara Aberta recebe alunos da Escola Municipal José Lucas Filho

A Câmara Municipal de Contagem recebeu, nesta quinta-feira (04/04), a visita de alunos do 9o ano da Escola Municipal José Lucas Filho – localizada no bairro Fonte Grande – no projeto Câmara Aberta, da Escola do Legislativo.

Na ocasião, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer as dependências da sede do Legislativo, incluindo o plenário e a presidência; assistiram a um vídeo institucional, com a mensagem do presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV); e participaram de uma palestra do procurador geral da Câmara, Silvério Cândido, sobre política, democracia e processo legislativo.

Por fim, o vereador Vinícius Faria (PCdoB) bateu um papo com os jovens sobre o trabalho como representante da população. “É aqui (na Câmara) que a gente traz as demandas do dia a dia e que podemos debater as leis do município, que influenciam diretamente na vida escolar de vocês, na saúde, na carreira dos professores. Então, é uma função de muita responsabilidade, e é importante que vocês saibam como funciona o Legislativo e o que temos feito pelo bem-estar da população”, destacou.

Sobre o projeto Câmara Aberta, a coordenadora de Núcleos de Educação e Projetos Especiais da Escola do Legislativo, Cristyany Meireles, destacou que é um importante instrumento da Câmara, “para aproximar o estudante do poder Legislativo e despertar nos jovens o interesse pela política e a consciência cidadã”.

Mais informações sobre o projeto e sobre a visita à Câmara pelo telefone 3359-8750.

Escola do Legislativo encerra campanha contra o bullying

Encerrando o ciclo de palestras sobre o bullying, a Câmara Municipal de Contagem, por meio da Escola do Legislativo, esteve nesta quinta-feira (28/03) na Escola Municipal Coronel Antônio Augusto, que fica no bairro Bernardo Monteiro.

De forma educativa, cerca de 650 alunos puderam conhecer melhor o significado da palavra bullying, tirar dúvidas, relatar episódios já vivenciados e debater situações corriqueiras no ambiente escolar. Além disso, as estratégias para combater e prevenir essa prática, que tem se tornado cada vez mais comum, também foram destacadas.

Para isso, as atividades contaram com a dinâmica das psicólogas parceiras do projeto, Andrezza Mazzinghy e Bruna Guaceroni. Giane Drumond, do Container com Letras, também participou da programação tratando o assunto numa perspectiva lúdica.

“Durante o mês de março, abordamos essa temática com crianças, adolescentes e jovens. Percebemos a grande necessidade de levar esclarecimentos sobre as diferenças de cometer bullying e brincar com os colegas, e ainda, de mostrar que essa prática não é legal e deve ser tratada com bastante cuidado e seriedade por parte dos professores e diretores”, diz a coordenadora de Núcleos de Educação e Projetos Especiais da Escola do Legislativo, Cristyany Meireles.

Leia também:

« Mais antigas