Category Archives: Escola do Legislativo

Câmara de Contagem inicia ciclo de palestras sobre autismo

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que, atualmente, cerca de 70 milhões de pessoas no mundo tem o Transtorno do Espectro Autista (TEA). No Brasil, mais de dois milhões de pessoas já foram diagnosticadas. Com número crescente, conhecer o tema e debater sobre acessibilidade e inclusão se torna cada vez mais importante.

Durante o mês de conscientização do autismo, a Câmara Municipal de Contagem, por meio da Escola do Legislativo, percorre as instituições de ensino da cidade ministrando palestras educacionais relacionadas ao assunto. Iniciando a programação nesta segunda-feira (08/04), alunos, professores e diretores da Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca participaram de uma dinâmica com as professoras Luciana Cristina e Sara Camilo, parceiras do projeto.

Estudantes do 3º ao 5º ano do ensino fundamental puderam compreender melhor o que significa o autismo, quais são as dificuldades que os autistas encontram para se relacionar com outras pessoas e as várias maneiras de ajudá-los. Por meio de vídeos, brincadeiras e atividades lúdicas, eles ainda aprenderam a identificar e, principalmente, respeitar as diferenças.

“Infelizmente, a sociedade não está preparada para a inclusão. Então, a conscientização nas escolas, diretamente com as crianças, mostra que é possível dar uma condição de vida melhor para o autista com o convívio com os demais alunos”, defende a professora Sara Camilo, que hoje coordena o Instituto Educacional Sara Camilo – referência em inclusão em Contagem.

Para o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho, abordar temas relevantes como o autismo é de extrema importância, pois “há uma grande necessidade de conscientização por parte do corpo docente e também das próprias crianças que convivem diariamente com colegas autistas. Dessa forma, o conhecimento amplo gera o respeito pela diferença que é determinante para um ambiente saudável e inclusivo”.

A próxima palestra da Escola do Legislativo sobre o tema será no próximo dia 15, segunda-feira, na mesma instituição de ensino.

Autismo

Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são uma condição com a qual uma pessoa precisa conviver ao longo da vida e que afeta a forma como ela se comunica e interage com o mundo. O nível de funções cognitivas e intelectuais de autistas varia bastante, desde um profundo comprometimento destas habilidades até impactos bem mais sutis.

De acordo com a OMS, o autismo se manifesta geralmente antes dos três anos de idade, por meio de um tipo característico de comprometimento do funcionamento regular nas principais áreas de interação: a sociabilidade, a linguagem, a capacidade lúdica e a comunicação. Os sintomas são dificilmente identificados de forma precoce, atingindo particularmente mais indivíduos do sexo masculino. Seu grau de comprometimento pode ser leve ou mais grave, em que o paciente se mostra incapaz de manter contato interpessoal.

* Por Natália Rosa

Câmara Aberta recebe alunos da Escola Municipal José Lucas Filho

A Câmara Municipal de Contagem recebeu, nesta quinta-feira (04/04), a visita de alunos do 9o ano da Escola Municipal José Lucas Filho – localizada no bairro Fonte Grande – no projeto Câmara Aberta, da Escola do Legislativo.

Na ocasião, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer as dependências da sede do Legislativo, incluindo o plenário e a presidência; assistiram a um vídeo institucional, com a mensagem do presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV); e participaram de uma palestra do procurador geral da Câmara, Silvério Cândido, sobre política, democracia e processo legislativo.

Por fim, o vereador Vinícius Faria (PCdoB) bateu um papo com os jovens sobre o trabalho como representante da população. “É aqui (na Câmara) que a gente traz as demandas do dia a dia e que podemos debater as leis do município, que influenciam diretamente na vida escolar de vocês, na saúde, na carreira dos professores. Então, é uma função de muita responsabilidade, e é importante que vocês saibam como funciona o Legislativo e o que temos feito pelo bem-estar da população”, destacou.

Sobre o projeto Câmara Aberta, a coordenadora de Núcleos de Educação e Projetos Especiais da Escola do Legislativo, Cristyany Meireles, destacou que é um importante instrumento da Câmara, “para aproximar o estudante do poder Legislativo e despertar nos jovens o interesse pela política e a consciência cidadã”.

Mais informações sobre o projeto e sobre a visita à Câmara pelo telefone 3359-8750.

Escola do Legislativo encerra campanha contra o bullying

Encerrando o ciclo de palestras sobre o bullying, a Câmara Municipal de Contagem, por meio da Escola do Legislativo, esteve nesta quinta-feira (28/03) na Escola Municipal Coronel Antônio Augusto, que fica no bairro Bernardo Monteiro.

De forma educativa, cerca de 650 alunos puderam conhecer melhor o significado da palavra bullying, tirar dúvidas, relatar episódios já vivenciados e debater situações corriqueiras no ambiente escolar. Além disso, as estratégias para combater e prevenir essa prática, que tem se tornado cada vez mais comum, também foram destacadas.

Para isso, as atividades contaram com a dinâmica das psicólogas parceiras do projeto, Andrezza Mazzinghy e Bruna Guaceroni. Giane Drumond, do Container com Letras, também participou da programação tratando o assunto numa perspectiva lúdica.

“Durante o mês de março, abordamos essa temática com crianças, adolescentes e jovens. Percebemos a grande necessidade de levar esclarecimentos sobre as diferenças de cometer bullying e brincar com os colegas, e ainda, de mostrar que essa prática não é legal e deve ser tratada com bastante cuidado e seriedade por parte dos professores e diretores”, diz a coordenadora de Núcleos de Educação e Projetos Especiais da Escola do Legislativo, Cristyany Meireles.

Leia também:

Bullying é abordado em palestras da Escola do Legislativo de Contagem

Dados da ONU: uma pesquisa realizada pelas Nações Unidas em 2017 com 100 mil crianças e jovens de 18 países mostrou que, em média, metade deles sofreu algum tipo de bullying por razões como aparência física, gênero, orientação sexual, etnia ou país de origem. No Brasil, esse percentual é de 43%, taxa semelhante a outros países da região: Argentina (47,8%), Chile (33,2%), Uruguai (36,7%) e Colômbia (43,5%).

Atenta a esses números, a Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Contagem iniciou, nesta quinta-feira (14/03), uma campanha contra o bullying. Ao longo do mês de março, serão realizadas palestras em escolas do município com o objetivo de conscientizar alunos, direção e professores sobre o tema.

As primeiras palestras foram na Escola Municipal Professor Geraldo Basílio, localizada no bairro Colonial. Quatro turmas de alunos entre 10 e 14 anos escutaram das psicólogas Andrezza Mazzinghy e Bruna Guaceroni os principais aspectos da prática do bullying. Houve também a participação Giane Drumond, do Container com Letras.

Na ocasião, as profissionais falaram sobre a origem do termo, os tipos de agressões – verbal, moral, material, psicológica e física, as possíveis consequências para quem faz e para quem sofre o bullying e dicas sobre como agir diante dessas situações.

Depois das palestras, os alunos puderam fazer comentários e tirar dúvidas. Alguns arriscaram relatos pessoais sobre experiências ruins que tiveram com as agressões no ambiente escolar. “Percebemos que nem sempre eles entendem a diferença entre brincadeira e bullying”, observou Andrezza.

De acordo com Bruna, a importância de levar o assunto para as escolas é a conscientização não só dos alunos, mas também dos professores e diretores. “Eles podem perceber e tomar atitudes antes que algo grave aconteça. Temos visto tristes resultados da prática do bullying entre as crianças e os adolescentes”, disse.

O presidente da Câmara de Contagem, vereador Daniel Carvalho (PV), esteve presente nas palestras da tarde, e explicou sobre o Legislativo e a importância de abordar temas como o bullying.

“Na escola, a gente aprende português e matemática, aprende sobre questão ambiental e, além disso, precisamos conhecer nossos vereadores, nosso prefeito e o que eles podem fazer para os alunos, professores, pais e todos os cidadãos. O ambiente escolar, assim como a política, é o local que permite que diversos temas sejam debatidos, onde todos têm voz independente das diferenças. O mais importante é que o respeito exista sempre”, destacou o parlamentar.

A próxima a receber a palestra da Escola do Legislativo é a Escola Municipal José Lucas Filho, no bairro Fonte Grande, no dia 21 de março. Já no dia 28 será a vez da Escola Municipal Coronel Antônio Augusto, que fica no bairro Bernardo Monteiro.

Ciclo de palestras sobre Bullying – Escola Municipal Professor Geraldo Basílio

A Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Contagem realizou, ao longo do mês de março, uma campanha contra o bullying. Foram realizadas palestras em escolas do município com o objetivo de conscientizar alunos, direção e professores sobre o tema. As palestras contaram com a participação do Container com Letras e das psicólogas Andrezza Mazzinghy e Bruna Guaceroni.

 

Câmara Aberta recebe alunos do Santo Agostinho de Contagem

Jovens de 12 e 13 anos ocupando as cadeiras dos vereadores, aprendendo sobre política, simulando votações e manifestando suas dúvidas. Este foi o cenário do plenário da Câmara Municipal de Contagem na manhã dessa sexta-feira (22/02).

O projeto ‘Câmara Aberta’ da Escola do Legislativo trouxe ao plenário, desta vez, alunos do oitavo ano do Colégio Santo Agostinho de Contagem. Acompanhados do professor de Língua Portuguesa Ilan Alves Miranda, os estudantes passaram toda a manhã na sede do Legislativo Municipal.

A princípio, os jovens assistiram a uma palestra ministrada pelo procurador legislativo Rodrigo Diniz, que abordou de forma didática assuntos como Constituição Federal, sistema de governo e regime político do Brasil, formação, organização e função dos três poderes da República e, de forma mais detalhada, o próprio funcionamento da Câmara.

Foi nesse momento que cada aluno, representando um vereador da Casa, participou da simulação de uma reunião ordinária, registrando presença e votando no terminal eletrônico um projeto de lei que proibia o Município de Contagem de isentar de tributos e dar incentivos fiscais a empresas envolvidas em corrupção e improbidade administrativa. A maioria aprovou o PL.

A “presidente” da Câmara foi a aluna Carolina Assunção Fonseca. Além de comandar os trabalhos da reunião, saiu satisfeita com o aprendizado. “Isso é um incentivo para a gente se interessar por política e construir um futuro melhor”, disse.

Ana Luíza de Melo Silva, constatando que há apenas duas vereadoras nessa Legislatura, aproveitou o momento para indagar, com algumas colegas, a proporção de homens e mulheres entre os parlamentares. “A presença da mulher e de vários tipos de pessoas e pensamentos é essencial em qualquer lugar, para realmente representar a população”, disse, reforçando ainda que a maior parte da população brasileira é formada por mulheres.

Visita à presidência

Depois desse momento em plenário, os estudantes foram recebidos na presidência pelo presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV). Em uma conversa informal e interativa, Daniel respondeu às perguntas dos jovens. Além de dúvidas relativas ao próprio papel do vereador, mandatos, projetos e comissões, surgiram questões práticas da cidade.

A aluna Rebeca, por exemplo, questionou a situação do Parque Fernão Dias e perguntou se existe algum projeto em conjunto com a Cidade de Betim – já que o parque tem parte de seu território no município – para a revitalização do espaço. Ana Luíza perguntou sobre a política ambiental da cidade.

Ao longo do encontro, Daniel Carvalho ressaltou várias vezes a importância da participação dos jovens na política. “Estamos aqui dividindo a responsabilidade com vocês, na medida em que quando entendem o trabalho dos políticos, se tornam responsáveis por cobrar corretamente os nossos deveres. As pessoas reclamam que as coisas na política não mudam e não evoluem, mas é porque poucos estão dispostos a entender e fazer as discussões”, explicou.

Outros estudantes do colégio voltarão à Câmara na próxima semana, nos dias 27 de fevereiro e 1º de março, quando farão a mesma visita técnica. Professor Ilan, que voltará no dia 27 com mais uma turma, encerrou o encontro agradecendo a oportunidade, explicando a intenção da escola com a visita: um projeto que pretende incentivar o entendimento e a fiscalização de leis por parte dos alunos.

Confira as galerias de fotos das visitas:

Câmara Aberta – Colégio Santo Agostinho – 22/02/19

Câmara Aberta – Colégio Santo Agostinho – 27/02/19

Câmara Aberta – Colégio Santo Agostinho – 28/02/19

Câmara Aberta – Colégio Santo Agostinho – 01/03/19

« Mais antigas