Câmara aprova Projeto de Lei que propõe mudança no atendimento do SAMU

*Foto: Divulgação PMC

A Câmara Municipal de Contagem aprovou em segundo turno e redação final, na última terça-feira (07/05), um Projeto de Lei do vereador Dr. Wellington Ortopedista (PDT) que visa a garantir que os pacientes socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e que tenham plano de saúde possam ser levados a hospitais da rede privada que atendam o plano da vítima, caso seja da sua vontade.

De acordo com o PL nº 052/2018, que recebeu uma emenda modificativa assinada pela maioria dos vereadores, o encaminhamento da vítima socorrida pelo SAMU a um hospital privado poderá ocorrer somente com a autorização do médico socorrista, que fará essa avaliação levando em consideração a distância a ser percorrida e a gravidade do paciente.

Outra condição para o encaminhamento ao hospital da rede particular é a sua localização, que necessariamente, de acordo com a emenda do PL, deverá estar dentro da área de abrangência do atendimento do SAMU. Caso o encaminhamento seja feito, ele deverá ser registrado no boletim de ocorrência da equipe de atendimento emergencial.

Segundo Dr. Wellington, tal iniciativa é importante para desafogar a rede pública e proporcionar mais qualidade no atendimento. “Hoje, a maioria dos hospitais que atendem planos de saúde tem um serviço de pronto atendimento estruturado para suportar essa demanda. Dessa forma, podemos priorizar o atendimento nos hospitais públicos àquelas pessoas que não têm plano de saúde”, argumenta.

Agora, o PL nº 052/2018 segue para a Prefeitura, para a avaliação – sanção – do Prefeito. Caso seja aprovado, passa a valer a partir da sua data de publicação no Diário Oficial do Município.

One comment

  • David Emanuel

    Uai muito estranho , eu tenho convênio quando sofri um acidente de moto em 2016 o SAMU fez o socorro eu falei que tinha convênio me levaram pro hospital particular , sofri um acidente na via expressa próximo ao Bernardo Monteiro me levaram pro Santa Rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *