Vereadores encaminham regulamentação das cavalgadas em Contagem

Esta semana é determinante para a regulamentação das tradicionais cavalgadas em Contagem. Nesta terça-feira (29/10), os vereadores aprovaram, em segundo turno e redação final, o projeto de lei que considera a prática das cavalgadas um bem cultural e imaterial do município. Além disso, na quarta-feira (30/10), às 19h, a Comissão de Meio Ambiente, Política Urbana, Rural e Habitação da Câmara realiza, no plenário da Casa, a audiência pública “Regulamentação das Cavalgadas, Rodeios e Similares em Contagem”.

Fruto de recentes debates em plenário, o PL 50/2019, proposto pelo vereador Vinícius Faria (foto) e co-autoria de Rogério Marreco, ambos do PCdoB, considera as cavalgadas como manifestações “que tem por finalidade reunir várias tradições e valores para as festividades culturais e sociais”.

O autor do projeto ressaltou a importância da prática para o município. “É algo de grande relevância não só para o nosso convívio social, para os meus amigos que andam à cavalo aqui em Contagem, mas para a cultura que temos das cavalgadas, que são comumente realizadas na cidade”, explicou Faria. “Tamanha é a importância das cavalgadas como patrimônio cultural que realizaremos, nesta quarta-feira, uma audiência pública, solicitada pelo vereador Zé Antônio, para debater o assunto”, completou.

Entusiasta da atividade, o vereador Zé Antônio (PT) pediu um aparte para ressaltar a importância da cultura rural no município. “Esse projeto mostra que vocês, Marreco e Vinícius, querem e têm coragem de cuidar dos nossos animais. Temos uma discussão na cidade, e as pessoas, muitas vezes, não percebem que temos proprietários que ainda tiram 2.500 litros de leite por dia, têm pessoas que têm haras com até 100 cavalos, que plantam arroz, milho; e as pessoas não percebem a importância da cultura rural e das cavalgadas em Contagem. Por isso, a regulamentação é tão importante”.

O presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho, destacou a necessidade de se aliar a preservação do patrimônio cultural com o respeito aos direitos dos animais. “Quero registrar a importância desta nova lei para a questão cultural, pois as cavalgadas são tradicionais na nossa cidade e reúnem, num grande evento esperado o ano todo, muitas pessoas, famílias, bairros específicos, comunidades religiosas. Sou favorável a essa e outras manifestações culturais, que trazem pertencimento e felicidade ao nosso povo, e contra os maus tratos aos animais”, concluiu o parlamentar, pedindo para assinar o projeto.

2 comments

  • Vergonha se for regulamentada uma prática tão arcaica e primitiva! Pelo fim dos rodeios/cavalgadas/vaquejadas!
    Isso não é tradição, é maus tratos! Vereadores, vcs já tiveram o exemplo nas últimas eleições, de que não adiantou achar que iriam ter votos dos “cawboys”, muitos que apoiaram perderam e a quantidade de protetores de animais em Contagem é bem maior, vcs se iludiram com os “cawboys que tiveram em maior número, na Câmara e se esqueceram que eles votam em Esmeraldas.. .kkkkk… agora vem com essa história de Novo? Parem de passar vergonha

  • Vergonha se for regulamentada uma prática tão arcaica e primitiva! Pelo fim dos rodeios/cavalgadas/vaquejadas!
    Isso não é tradição, é maus tratos! Vereadores, vcs já tiveram o exemplo nas últimas eleições, de que não adiantou achar que iriam ter votos dos “cawboys”, muitos vereadores que apoiaram perderam e a quantidade de protetores de animais em Contagem é bem maior, vcs se iludiram com os “cawboys que tiveram em maior número na Câmara e se esqueceram que eles votam em Esmeraldas.. .kkkkk… agora vem com essa história de Novo? Parem de passar vergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *