ACESSO RÁPIDO
acessibilidade

Vereadores voltam a debater retomada das atividades econômicas em Contagem

22 de Maio, por Leandro Perché

Preocupados com os impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19 e pelas medidas de distanciamento social, necessárias para conter a propagação do novo coronavírus, os vereadores de Contagem debateram, na plenária virtual desta semana, novamente, a viabilidade da reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais e industriais na cidade.

A questão foi levantada após apresentação de um requerimento do presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PL), por uma fiscalização mais intensa em pontos importantes da cidade, como centros comerciais, vias utilizadas como pista de caminhada, bancos e transporte público. “É de fundamental importância que os órgãos competentes realizem a fiscalização diária para evitar e coibir aglomerações em locais públicos, verificação do uso das máscaras, controle do número de pessoas em estabelecimentos comerciais”.

O parlamentar lamentou a situação de alguns empreendimentos e dos trabalhadores diante do contexto de combate à pandemia, e contou que foi procurado por pessoas de vários setores produtivos, em situação de desespero, pedindo intervenção da Câmara para o retorno das atividades.

“Sabemos da importância do isolamento social, recomendado pela OMS para que os números de casos não disparem e tenhamos condições de atender todos os pacientes, mas precisamos buscar alternativas para que os trabalhadores tenham condições de sobreviver a essa crise. Estamos sensibilizados e empenhados, debatendo e buscando soluções para que as atividades possam retomar de forma gradativa e segura para todos”, afirma Daniel Carvalho.

Reabertura responsável

Em aparte, os vereadores Alessandro Henrique (PTC) e Arnaldo de Oliveira (PTB) pediram um estudo, para que se avalie a melhor forma e o momento adequado de realizar a reabertura de cada tipo empreendimento.

“Temos no Brasil pessoas capacitadas para desenvolver modelos estatísticos, que podem prever o impacto da abertura dos estabelecimentos, levando em conta a capacidade de atendimento na rede de saúde, dados sobre as pessoas monitoradas pela Secretaria de Saúde, entre outras variáveis. É muito importante a reabertura, mas que se utilize esses estudos, para que seja feita com responsabilidade”, explicou Alessandro Henrique.

Dr. Rubens Campos (PSB), Alex Chiodi (SD) e Ivayr Soalheiro (PDT) consideraram que todas as cidades estão “em uma ‘sinuca de bico’, porque é um vírus altamente contagioso, ainda sem um medicamento indicado ou vacina, tem pressionado nosso sistema de saúde e cujas principais medidas são o isolamento social, o uso de máscara e a higiene das mãos”, segundo Campos. “As medidas mais duras têm melhores resultados, mas temos que pensar sim numa flexibilização, sempre apoiada em dados científicos, para que o trabalhador não saia prejudicado”, completa o médico.

Chiodi defendeu que a Prefeitura deve observar também outros casos de flexibilização do isolamento social, como Betim e Belo Horizonte, para analisar a viabilidade da retomada das atividades. “Para se reabrir, precisamos fazer uma leitura do número de casos, da quantidade diária de infectados, mas, principalmente, da retaguarda para tratar aqueles que possam ser contaminados. Contagem tem uma situação tranquila, e já podemos começar a falar em permissão, com todas as medidas de segurança, para o retorno”.

Xexeu (CID) e Teteco (MDB) relataram o grande número de pedidos de comerciantes pela reabertura de seus estabelecimentos. Ambos sugeriram, inclusive, a formação de uma comissão ou frente de vereadores para intermediar o diálogo do poder público com o setor produtivo, ou a participação da Câmara no Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da Prefeitura.

“A preocupação da Câmara é grande, diante dificuldades enfrentadas pelas famílias sem renda na nossa cidade, haja visto o grande número de pessoas nas filas pelo auxílio de R$ 600. É uma situação delicada para quem precisa tomar decisões, pois uma vida que se perde é muito, mas há necessidade de retomada das atividades econômicas. Por isso, pedimos estudos, consciência e sensibilidade, para a abertura lenta e gradual de forma a preservar as vidas”, concluiu Arnaldo de Oliveira.

Veja mais notícias

Funec Inconfidentes recebe Aulão Solidário para o Enem

Mesmo com uma boa noção da gramática e da estrutura do texto argumentativo-dissertativo, a aluna Ana Julia da Silva Jorge ficou atenta durante todo...

25 de outubro, por lorena.carazza

Câmara de Contagem recebe Fórum Mineiro de Encerramento de Mandato ...

2020 é o último ano dos mandatos municipais – Executivo e Legislativo – e, por isso, é um ano carregado de particularidades quando o assunto é admi...

18 de junho, por lorena.carazza

Câmara recebe Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de...

A Câmara Municipal de Contagem realiza, em parceria com a Brasil Master, na próxima segunda-feira (17/06), das 08h às 17h, o Fórum Mineiro Encerram...

13 de junho, por Leandro Perché
Todos os direitos reservados a Câmara Municipal de Contagem