Envolvimento da Câmara garante interdição de empresa poluidora

Após muita reclamação dos moradores, comerciantes e frequentadores do bairro Kennedy e região, a empresa Gruntec Serviços Ambientais foi autuada nesta semana e teve suas atividades paralisadas até que se adeque à legislação e pare de causar transtornos para a comunidade e meio ambiente.

Mau cheiro, ardência nos olhos, náuseas e problemas respiratórios e pulmonares eram algumas das muitas queixas da população em relação à fumaça gerada pela atividade de queima de lixo hospitalar.

Na plenária desta semana, os vereadores de Contagem anunciaram a intervenção do governo e enalteceram a luta conjunta dos moradores e do Legislativo para resolver a questão. “Foi um assunto muito debatido nesta Casa, vários requerimentos foram encaminhados e reuniões realizadas e, mais uma vez, a Gruntec foi interditada”, anunciou o vereador Rubens Campos (DC).

O parlamentar destacou que “vários representantes dos bairros São Sebastião, Novo Boa Vista, Kennedy e Cabral continuam mobilizados, e os vereadores se posicionaram a favor dos munícipes pelo fechamento da empresa, porque a simples interdição pode não atender, pelo risco de retorno das atividades”. Ele acrescentou que um abaixo-assinado com mais de 700 assinaturas será encaminhado para a Prefeitura de Contagem, pelo fechamento definitivo da empresa na região e sua mudança para um local adequado.

O presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho (PV), que se envolveu diretamente na questão, lembrou que o assunto foi amplamente discutido pelos parlamentares, e a união com a comunidade deu resultado. “Quero parabenizar a luta dos vereadores com os moradores pelo cancelamento da licença daquela empresa, que estava provocando tanto transtorno naquela comunidade”, afirmou o parlamentar.

“Fomos procurados por muitas pessoas dos bairros Kennedy e Cabral, associação de moradores, que nos encaminharam vídeos, funcionários do Ceasa, alguns empresários pedindo providências em relação à fumaça que já pela manhã chegava ao complexo de abastecimento, causando mal cheiro e problemas de saúde a todos. Lembrando também das escolas, pois vários diretores da região nos procuraram preocupados com as crianças”, completou.

Por fim, o presidente reafirmou o compromisso do Legislativo em acompanhar os desdobramentos. “Foi importante a intervenção dos vereadores e a sensibilidade da secretaria em realizar a interdição. E continuaremos juntos com os moradores, até que tenhamos uma solução definitiva”, concluiu Daniel Carvalho.

Foto: Tulio Andrade/PMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *