ACESSO RÁPIDO
acessibilidade

Câmara debate em plenário polêmica sobre a UPA Sede

27 de outubro, por lorena.carazza

A presença do secretário municipal de Saúde, Fabrício Simões, é esperada na Câmara ainda esta semana. A solicitação partiu de um ofício emitido pela presidência da Casa, que busca saber mais detalhes sobre as pretendidas modificações na Unidade de Pronto Atendimento da regional Sede, conhecida como Unidade XVI.

O convite reforça, ainda, um requerimento apresentado e destacado pelo vereador Carlin Moura (PDT), durante a reunião ordinária da última terça-feira (26/10), quando ele solicitou formalmente informações do Executivo sobre as intenções de utilização da UPA Sede para outros fins.

No Grande Expediente da plenária, o presidente da Câmara, vereador Alex Chiodi, explicou que na última semana foi realizada, na UPA Sede, uma reunião envolvendo a Secretaria de Saúde e servidores da unidade; inicialmente, a proposta é transformar o local, que atualmente funciona como unidade de internação para pacientes pós Covid-19, em uma estrutura da Rede de Atenção Psicossocial, com espaço reformado e adaptado.

“No entanto, lamento a falta de diálogo da Secretaria de Saúde dessa cidade com os vereadores e com a Comissão de Saúde da Câmara, de forma especial, sobre esta proposta. Como debater uma importante modificação sem ouvir a população que a utiliza e também esta Casa?”, questionou Chiodi que, apesar de não ter sido formalmente convidado para a reunião, acabou sendo informado sobre ela, no momento em que acontecia, e compareceu.

Ainda segundo o vereador, assim que comunicado sobre a reunião, entrou em contato com a prefeita Marília Campos para solicitar a abertura de diálogo, a fim de que a decisão pudesse ser fundamentada em um debate que envolvesse a população, a Câmara e o Conselho Municipal de Saúde. “E aí, gostaria de enaltecer a prefeita que, indiferente do ocorrido e do erro de condução da Secretaria de Saúde, garantiu que esse debate vai acontecer”, completou.

Outro mal entendido que Chiodi fez questão de desfazer foi sobre uma reunião que aconteceu no fim da tarde da última segunda-feira (25/10), no plenário da Câmara, com a presença de líderes comunitários, moradores da Sede, servidores da Unidade XVI e também de alguns vereadores. 

Segundo Alex, a informação disseminada foi que a Câmara havia marcado uma reunião no plenário para a discussão do fechamento da Unidade XVI. Porém, o vereador afirmou que o encontro se tratava, na realidade, de uma reunião que envolveria o seu gabinete, sobre assuntos de seu mandato, e que contaria com a participação de uma integrante do Conselho Municipal de Saúde. 

“Não havia, por parte da Câmara, nenhuma convocação de uma ampla reunião para debater o assunto. O que havia era uma reunião do meu gabinete, o que acontece normalmente nos gabinetes dos outros vereadores da Casa”, explicou. Porém, diante das manifestações e movimentos das redes sociais, a reunião acabou se transformando em uma conversa no plenário, onde as pessoas que vieram ao prédio do Legislativo puderam também participar.

O presidente da Comissão de Saúde da Casa, vereador Vinícius Faria (Republicanos), se manifestou sobre o assunto. Ele reforçou a postura correta de Chiodi e criticou duramente a conduta da Secretaria de Saúde.

“É claro que o Executivo não é obrigado a nos chamar nem nos consultar sobre todas as políticas públicas, mas diante da atuação firme da Comissão de Saúde, que nunca se furtou ao trabalho, não poderíamos deixar de participar de uma discussão tão séria”, disse, lembrando do protagonismo da Comissão de Saúde no caso do IGH.

Alguns vereadores também entraram na discussão: Abne Motta (DC), Ronaldo Babão (Cidadania), Daniel Carvalho (PL), Zé Antônio do Hospital (PT) e José Carlos (Avante), debatendo sobre a importância da UPA Sede e também a necessidade de reformulação do sistema de Saúde da cidade. 

A líder de governo na Câmara, vereadora Moara Saboia (PT), encerrou a discussão. Após entrar em contato com o secretário Fabrício Simões, durante a plenária, ela garantiu que ainda esta semana será possível ajustar uma agenda para o encontro do secretário com os vereadores, com o intuito de esclarecer todas as questões necessárias.

Moara ainda reforçou o convite aos vereadores e a toda a população interessada para a reunião que acontece hoje (27/10), às 18h30, no Hall da Prefeitura, com a presença da Prefeita Marília Campos e uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde para a discussão do tema. 

 

Veja mais notícias

Funec Inconfidentes recebe Aulão Solidário para o Enem

Mesmo com uma boa noção da gramática e da estrutura do texto argumentativo-dissertativo, a aluna Ana Julia da Silva Jorge ficou atenta durante todo...

25 de outubro, por lorena.carazza

Câmara de Contagem recebe Fórum Mineiro de Encerramento de Mandato ...

2020 é o último ano dos mandatos municipais – Executivo e Legislativo – e, por isso, é um ano carregado de particularidades quando o assunto é admi...

18 de junho, por lorena.carazza
Todos os direitos reservados a Câmara Municipal de Contagem