Câmara de Contagem inicia ciclo de palestras sobre autismo

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que, atualmente, cerca de 70 milhões de pessoas no mundo tem o Transtorno do Espectro Autista (TEA). No Brasil, mais de dois milhões de pessoas já foram diagnosticadas. Com número crescente, conhecer o tema e debater sobre acessibilidade e inclusão se torna cada vez mais importante.

Durante o mês de conscientização do autismo, a Câmara Municipal de Contagem, por meio da Escola do Legislativo, percorre as instituições de ensino da cidade ministrando palestras educacionais relacionadas ao assunto. Iniciando a programação nesta segunda-feira (08/04), alunos, professores e diretores da Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca participaram de uma dinâmica com as professoras Luciana Cristina e Sara Camilo, parceiras do projeto.

Estudantes do 3º ao 5º ano do ensino fundamental puderam compreender melhor o que significa o autismo, quais são as dificuldades que os autistas encontram para se relacionar com outras pessoas e as várias maneiras de ajudá-los. Por meio de vídeos, brincadeiras e atividades lúdicas, eles ainda aprenderam a identificar e, principalmente, respeitar as diferenças.

“Infelizmente, a sociedade não está preparada para a inclusão. Então, a conscientização nas escolas, diretamente com as crianças, mostra que é possível dar uma condição de vida melhor para o autista com o convívio com os demais alunos”, defende a professora Sara Camilo, que hoje coordena o Instituto Educacional Sara Camilo – referência em inclusão em Contagem.

Para o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho, abordar temas relevantes como o autismo é de extrema importância, pois “há uma grande necessidade de conscientização por parte do corpo docente e também das próprias crianças que convivem diariamente com colegas autistas. Dessa forma, o conhecimento amplo gera o respeito pela diferença que é determinante para um ambiente saudável e inclusivo”.

A próxima palestra da Escola do Legislativo sobre o tema será no próximo dia 15, segunda-feira, na mesma instituição de ensino.

Autismo

Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são uma condição com a qual uma pessoa precisa conviver ao longo da vida e que afeta a forma como ela se comunica e interage com o mundo. O nível de funções cognitivas e intelectuais de autistas varia bastante, desde um profundo comprometimento destas habilidades até impactos bem mais sutis.

De acordo com a OMS, o autismo se manifesta geralmente antes dos três anos de idade, por meio de um tipo característico de comprometimento do funcionamento regular nas principais áreas de interação: a sociabilidade, a linguagem, a capacidade lúdica e a comunicação. Os sintomas são dificilmente identificados de forma precoce, atingindo particularmente mais indivíduos do sexo masculino. Seu grau de comprometimento pode ser leve ou mais grave, em que o paciente se mostra incapaz de manter contato interpessoal.

* Por Natália Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *