ACESSO RÁPIDO
acessibilidade

Vereadores defendem medidas rígidas de combate ao coronavírus

23 de março, por Leandro Perché

Na plenária da última semana, os vereadores de Contagem destacaram a necessidade do isolamento social, e a Câmara suspendeu suas atividades.

Nesta semana, não haverá reunião plenária na Câmara Municipal de Contagem. Em função das recomendações das autoridades de saúde, o Legislativo suspendeu suas atividades, inicialmente, até a próxima sexta-feira (27/03), com o objetivo de zelar pela saúde de servidores, vereadores e frequentadores da Casa, contra a propagação do novo coronavírus (Covid-19). Além disso, se engajou na campanha #FiqueEmCasa nas mídias sociais.

“A Casa realizou ações para combater essa pandemia que assola o mundo, com o objetivo de zelar pela saúde e bem estar não apenas de nossos servidores, mas de todo cidadão. Na última semana, nomeamos uma comissão para cuidar do assunto; publicamos uma portaria restringindo o acesso à Câmara – e fizemos a primeira plenária sem público (com transmissão pelas redes sociais); e, por fim, suspendemos o expediente da Casa e nos engajamos na campanha para que o contagense pratique o afastamento social”, explica o presidente da Câmara, vereador Daniel Carvalho.

Em reunião realizada na última semana, o assunto foi destaque entre os vereadores, que defenderam medidas firmes para prevenir a difusão do vírus entre os contagenses.

Para o vereador Zé Antônio (PT), é o momento de parar tudo para tratar essa grave crise. “Temos que prevenir, mas muitas pessoas ainda não têm a consciência de respeitar as recomendações e a própria lei. Muitos já estão trabalhando de casa e, as vezes, vamos até ter que votar os projetos de lei de nossas próprias casas. Vários eventos têm sido cancelados e, se piorar, pode ser que tenhamos que mudar as eleições. Tudo, para evitar as aglomerações”, declarou o parlamentar, que também é profissional de saúde.

“O momento requer, além de medidas especiais e emergentes, muita reflexão, pois o número de infectados está em crescimento no nosso país. As medidas restritivas são acertadas, importante suspender o expediente desta Casa e, se tivermos projetos urgentes voltados para a questão do coronavírus e de saúde, podemos ser convocados e estaremos presentes”, pontuou Alex Chiodi (SD). “É uma guerra contra um inimigo invisível, que podemos ganhar apenas com cuidados, estratégias e seguindo as recomendações de saúde”, completou.

O médico e vereador Dr. Rubens Campos (DC) explicou que a gripe do H1N1 é mais grave que o coronavírus, mas a primeira já tem tratamento e vacina, enquanto o Covid-19 ainda está sendo conhecido, além de ser extremamente contagioso. “Ela se torna grave por estar infectando milhões de pessoas no mundo, e por representar um risco grande para idosos e para aqueles que possuem alguma comorbidade – hipertensão, doença cardíaca, pulmonar ou autoimune, diabetes e os transplantados”, explicou.

Campos demonstrou sua preocupação, principalmente, com a falta de estrutura do sistema de saúde para receber os infectados. “Na Itália, já estão escolhendo quem vão deixar morrer, por falta do respirador artificial. No estado do Rio de Janeiro, os leitos de CTI já estavam ocupados com outras doenças. Na nossa cidade, quantas pessoas nos procuram todos os dias pedindo leitos na rede de saúde? Não há vagas no CTI do Hospital Municipal. Então, tudo que pudermos fazer para prevenir, precisamos fazer”, esclareceu o médico.

Em aparte, Zé Antônio acrescentou que “se Contagem tiver um grande número de pacientes com insuficiência respiratória, a cidade pode parar, pois não temos respiradores suficientes para os atendimentos; eles são caros e só têm em CTI, UTI e não tem nenhum na espera. Por isso, temos que trabalhar na prevenção”.

Daniel do Irineu (PP) destacou que os governantes e representantes da população têm de tomar medidas para conter a transmissão na cidade e dar o exemplo, com ações de prevenção e orientações de higiene pessoal. Embora seja da oposição, o parlamentar elogiou as medidas da Prefeitura, sobretudo, na suspensão das aulas da rede municipal de ensino. Ele também se mostrou preocupado com a estrutura das unidades de saúde e pediu que a Prefeitura separe locais específicos para atender apenas os casos de coronavírus.

“Precisamos de medidas preventivas, de isolamento em casa, não apenas dos grupos de risco, mas de todos, de mudar os hábitos de higiene, e ações firmes dos governos para enfrentarmos essa crise, para achatarmos a curva de contaminação e evitarmos problemas maiores”, concluiu Daniel do Irineu.

Veja mais notícias

Funec Inconfidentes recebe Aulão Solidário para o Enem

Mesmo com uma boa noção da gramática e da estrutura do texto argumentativo-dissertativo, a aluna Ana Julia da Silva Jorge ficou atenta durante todo...

25 de outubro, por lorena.carazza

Câmara de Contagem recebe Fórum Mineiro de Encerramento de Mandato ...

2020 é o último ano dos mandatos municipais – Executivo e Legislativo – e, por isso, é um ano carregado de particularidades quando o assunto é admi...

18 de junho, por lorena.carazza

Câmara recebe Fórum Mineiro Encerramento de Mandato e Fechamento de...

A Câmara Municipal de Contagem realiza, em parceria com a Brasil Master, na próxima segunda-feira (17/06), das 08h às 17h, o Fórum Mineiro Encerram...

13 de junho, por Leandro Perché
Todos os direitos reservados a Câmara Municipal de Contagem