ACESSO RÁPIDO
acessibilidade

Câmara avalia inclusão de intérprete de libras nas plenárias

18 de fevereiro, por Leandro Perché

A questão da inclusão da pessoa com deficiência é assunto recorrente e tema de muitas ações na Câmara Municipal de Contagem. Com o objetivo de garantir mais acesso e participação dos surdos nos debates realizados pelo Legislativo, os vereadores aprovaram, na plenária desta semana, um requerimento pela disponibilização de intérprete da Língua Brasileira de Sinais (libras) nas reuniões ordinárias e eventos oficiais da Casa.

Durante a reunião, o autor da proposta, vereador Arnaldo de Oliveira (PTB), deu destaque à questão, contando com a presença de representantes da Associação dos Surdos de Contagem, e a participação da intérprete de Libras, Carmen, que deu uma prévia de como seria o trabalho desse especialista.

“O trabalho do intérprete de libras será de grande importância nesta Casa, pois hoje, em Contagem, temos cerca de 1.500 surdos – uma comunidade relevante. E a Câmara, como principal instituição de representação do cidadão e órgão pelo qual passam todas as decisões importantes e diretrizes da nossa cidade, não pode deixar a comunidade surda à margem disso, mas incluí-la e permitir mais acesso às reuniões e debates, para que eles possam ‘ouvir’ as propostas de seus representantes e trazer suas ideias e pautas”, destacou Arnaldo.

O parlamentar lembrou que a Associação dos Surdos de Contagem, que tem representado e apoiado essa parcela da população, oferece cursos de libras, além de contar com parcerias que podem ser importantes para que a Câmara ofereça mais acesso para esse público às informações legislativas.

Os vereadores Denilson da Juc (PSL) e Pastor Itamar (PSC) deram apoio ao pedido e reforçaram a importância da medida para a inclusão desse público. “Esse encaminhamento é essencial para o diálogo e participação dos surdos nas decisões desta Casa”, destacou o primeiro.

“Já incluímos o intérprete de libras na minha igreja, nos cultos, com um respaldo muito grande desse público. Hoje, temos muitos irmãos surdos, que são atendidos e entendem a mensagem que está sendo passada, as orações e o trabalho desenvolvido. Quando implantarmos esse atendimento na Câmara, colocando até um intérprete na recepção – fica minha sugestão – vamos promover realmente a inclusão dessa comunidade”, completou Pastor Itamar.

Em resposta ao pedido de Arnaldo de Oliveira e da Associação, pela inclusão urgente do intérprete de libras na reunião, o presidente da Câmara, vereador Alex Chiodi (Solidariedade), se comprometeu a avaliar a viabilidade da iniciativa. “Vamos analisar a possibilidade, do ponto de vista jurídico e prático, para que tenhamos esse serviço o mais rapidamente possível, atendendo a uma parcela importante da população. A ideia é termos uma Câmara cada vez mais participativa, e nada mais representativo do que a inclusão”, concluiu.

Veja mais notícias

Funec Inconfidentes recebe Aulão Solidário para o Enem

Mesmo com uma boa noção da gramática e da estrutura do texto argumentativo-dissertativo, a aluna Ana Julia da Silva Jorge ficou atenta durante todo...

25 de outubro, por lorena.carazza

Câmara de Contagem recebe Fórum Mineiro de Encerramento de Mandato ...

2020 é o último ano dos mandatos municipais – Executivo e Legislativo – e, por isso, é um ano carregado de particularidades quando o assunto é admi...

18 de junho, por lorena.carazza
Todos os direitos reservados a Câmara Municipal de Contagem